Organização Empresarial

A Organização Empresarial é um sistema constituído por duas ou mais pessoas jurídicas, coordenadas à executar funções. Dividindo incumbências e responsabilidades, mas que visam atingir metas em comum e que beneficie o coletivo.

No entanto, ainda que o empreendimento aparenta ser favorável, constantemente as empresas correm riscos de estimular a involução do negócio por falta de administração.

De acordo com o dicionário da língua portuguesa, organização é o ato ou efeito de organizar; constituição física; estabelecimento ou firma comercial, empresarial, industrial, bancária etc. Partindo deste pressuposto, uma empresa pode ser estruturada baseada nos seguintes vieses: a finalidade econômica, a estrutura, o porte e abrangência.

É importante analisar os diversos modelos de organização empresarial para se consolidar no mercado e alcançar os objetivos propostos.

Assim, definida a segmentação de seu empreendimento, seja prestação de serviço ou comercialização de produtos, nos deparamos com múltiplas tarefas – principalmente burocráticas – que exigem tempo e atenção.

É preciso, então, evitar que os papéis se acumulem na gaveta!

  • Gestão de processos

Para um bom funcionamento da empresa, é importante levar em consideração a organização de vários processos, tais como: organizar fluxo de entrada e saída, emitir Notas Fiscais de serviços ou produtos, pagar contas, cobrar clientes, definir funções dos colaboradores… E ainda realizar o trabalho em tempo hábil!

O gerenciamento de tempo promove medidas para ampliar as tarefas, utilizando menos recurso para aumento da produtividade. Assim, o funcionário passa a focar na função de maneira precisa.

Um corpo de funcionários com funções bem definidas e estruturadas é fundamental para o funcionamento da empresa. Porém, é preciso ter algumas limitações para que não ocorra confusão quanto a real função de cada colaborador.

A integração entre equipes incentivando-os a se relacionar, ajuda a conscientizar cada um sobre seu papel dentro da organização e o quanto a importância da divisão de tarefas gera resultados satisfatórios.

Estar preparado para agir com rapidez nas tomadas de decisões é importante para evitar riscos maiores futuramente.

Esse processo é difícil e exige inteligência emocional para lidar com os impasses.

  • Logística

Apesar de as pessoas confundirem transporte e armazenamento com logística, porém, há  mais fundamentos por trás dela.

Advinda do francês ‘logistique’, originalmente significa o transporte, abastecimento e alojamento de tropas. Isto é, refere-se à arte de planejar e desenvolver vários projetos, com a gestão de materiais e a entrega de produtos.

Assim, considerada ser uma atividade primordial para a administração de empresa, a logística é responsável por organizar as atividades de uma organização. Dessa forma, estudando cada uma delas, provendo recursos e informações para uma execução com qualidade e otimização do tempo.

Os benefícios de uma boa gestão logística, são claros: maior visão do empreendimento, agilidade dos processos e desenvolvimento de projetos diferenciados. Contudo, tais decisões geralmente são relacionadas com os valores pessoais do empresário, baseados no que ele conhece ou experimentou.

Por essa razão, Herbert Simon, o precursor da Teoria das Decisões, define os seguintes elementos para se levar em consideração:

  • O tomador de decisões,
  • Objetivos
  • Preferências,
  • Estratégias,
  • Situação
  • Resultado.

Enfim, quanto maior a empresa, consequentemente maior suas responsabilidades. Partindo deste pressuposto, uma solução rentável para resolver a gestão dos processos é terceirizar as funções administrativas e financeiras de seu negócio.

Visando melhorar a estrutura da empresa, a qualidade do serviço e progredir com uma boa organização empresarial, entre em contato com a Vivence soluções Administrativas. Será uma satisfação lhe atender!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *